Covid-19

“Fim da pandemia trará um importante avanço tecnológico para o setor”, afirma diretor de Imóveis da OLX

Ana Clara Tonocchi
Escrito por Ana Clara Tonocchi em 22 de abril de 2020
“Fim da pandemia trará um importante avanço tecnológico para o setor”, afirma diretor de Imóveis da OLX
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

A cada 4 potenciais compradores de imóveis no Brasil, pelo menos um utiliza a OLX, que tem uma média de 14 milhões de usuários por mês buscando imóveis na plataforma. E o avanço da OLX sobre o mercado imobiliário deve aumentar com a concretização da aquisição do Grupo ZAP. A negociação segue em aprovação pelo Cade e as operações seguirão separadas até segunda ordem. O Imobi conversou com Marcelo Dadian, diretor de Imóveis da OLX Brasil, sobre o novo coronavírus, digitalização e comportamento dos consumidores. Confira:

IMOBI: Qual a participação de imóveis na receita da OLX?

Marcelo Dadian: A categoria é uma das mais importantes para a OLX, já que concentra a maior audiência do mercado em número de visitas entre os portais de imóveis no país. Por razões estratégicas, não abrimos o share de cada categoria na receita da empresa, mas para se ter uma ideia, registramos uma média mensal de 14 milhões de usuários que buscam imóveis na plataforma, ou seja, pelo menos 25% dos potenciais compradores de imóveis do Brasil já estão na OLX.

IMOBI: Recentemente, a OLX anunciou a proposta de compra do Grupo ZAP. Houve alguma mudança nessa negociação por conta desta crise?

Dadian: Anunciamos o acordo para adquirir 100% das ações do Grupo ZAP antes do avanço da Covid-19 no Brasil e a transação segue em aprovação com o Cade, no tempo regular, conforme previsto, assim como o cumprimento das demais condições para o fechamento da aquisição.

IMOBI: Como estão os planos da OLX para atuar no ciclo completo de compra, venda e aluguel de um imóvel?

Dadian: Temos investido continuamente na ampliação da nossa capacidade de inovação para desenvolvimento de uma experiência superior para os consumidores, tornando os processos de compra, venda e aluguel de imóveis no Brasil muito mais seguros, simples e eficientes para todos. Com o fechamento da aquisição do Grupo ZAP em aprovação pelo Cade, por exemplo, temos a expectativa de permitir uma melhor experiência para os usuários, graças à natureza altamente complementar das plataformas da OLX Brasil e do Grupo ZAP. A combinação entre as escalas de tráfego online, número de propriedades anunciadas, produto e tecnologia deve acelerar a inovação, e permitir a construção de uma gama melhor e mais customizada de serviços para consumidores, corretores e outros anunciantes.

IMOBI: O que vocês observaram de mudanças dos consumidores neste período de isolamento?

Dadian: Temos observado que a demanda por compra e o interesse por parte dos compradores na OLX permanecem altos. São cerca de 6 milhões de pessoas buscando por imóveis, carros e outros itens todos os dias na nossa plataforma. No entanto, notamos que categorias como “imóveis de temporada” e “imóveis para comércio e indústria” apresentaram queda nas buscas no comparativo da última semana de março com a média das duas primeiras semanas do mesmo mês, o que pode ter relação com o isolamento social por parte da população e o fechamento do comércio em diversas cidades do país.

IMOBI: Imóveis à venda foram mais prejudicados?

Dadian: Fizemos uma pesquisa com mais de 500 usuários que buscam imóveis para venda ou aluguel. A maioria afirmou que não mudou seus planos de comprar ou alugar por conta da pandemia. Aqueles que estão dispostos a alugar afirmaram estar dispostos a fazer negócio imediatamente por motivos como vencimento de contrato, mudança de cidade, imóvel mais barato, melhor localização e imóvel melhor. Já para compra, não há essa pressa. A maioria pretende comprar daqui seis meses a um ano. Ou seja, continua fazendo sentido que os vendedores nutram esses contatos.

IMOBI: E quanto aos anunciantes, como eles têm reagido à crise?

Dadian: Para anunciantes, tanto para ofertas de aluguel como de vendas, percebemos a necessidade premente de incorporar aos anúncios de imóveis recursos visuais que orientem a visita ao imóvel sem a necessidade de ir até o local. Para atender a esta demanda, estamos inovando e vamos oferecer a possibilidade de inserção de vídeo nos anúncios. Dessa forma, nossos usuários profissionais podem exibir com mais detalhes de seu lançamento e atrair mais compradores para seu produto. Também lançamos o produto Super Vitrine. O recurso oferece mais visibilidade aos seus anúncios com a opção de incluir imagens com tamanho três vezes maior que o padrão, além de outras três fotos menores que aparecem na tela principal. O nome do produto e botão para contato também ganham destaque. 

Tenho conversado com diversos profissionais do mercado e a maioria está buscando se digitalizar ainda mais para não interromper os seus negócios neste momento. Temos feito webinars para auxiliar pequenas e médias empresas neste quesito. 

IMOBI: Você acredita que haverá uma movimentação das pessoas para imóveis mais baratos ou mais assertivos no atendimento a suas novas demandas?

Dadian: Fizemos algumas pesquisas com usuários que estão buscando imóveis e percebemos que eles estão querendo ser sim mais assertivos. Por exemplo, estão querendo saber mais detalhes do imóvel, já que não podem fazer visita. É um momento em que precisam de maior apoio do anunciante e da plataforma, para terem informações que permitam entender se o imóvel atende à sua necessidade. 

“Fim da pandemia trará um importante avanço tecnológico para o setor”, afirma Marcelo Dadian, diretor de Imóveis da OLX. (Arte: Juliana Amorim)

IMOBI: Como a OLX se reorganizou internamente para o período de isolamento?

Dadian: Fomos uma das primeiras empresas a adotar o isolamento social no Brasil e já completamos um mês trabalhando 100% nesse modelo, com muitos aprendizados. Na plataforma, com o avanço da Covid-19 no Brasil, nossa primeira medida foi adotar uma série de iniciativas para continuar viabilizando os negócios de milhões de pessoas. Lançamos um manifesto que representasse de forma autêntica e empática a nossa preocupação e o nosso comprometimento em apoiar os brasileiros na manutenção de suas rendas, atendendo rapidamente também às suas necessidades imediatas, mas sempre orientando sobre a maneira mais segura de se negociar na OLX. 

Também desenvolvemos soluções e conteúdos para os nossos usuários profissionais, para que possam se adaptar e acelerar seu processo de transformação digital, tão fundamental neste momento. E temos realizado webinars com os principais formadores de opinião do mercado para discutir os impactos do coronavírus nos negócios, buscando sempre dar suporte para que se digitalizem e aproveitem as oportunidades online, já que a tendência é que os clientes passem mais tempo conectados.

IMOBI: O que você espera ver de mudanças no nosso mercado pós-coronavírus?

Dadian: Esse novo cenário tão desafiador para todos deve nos deixar muitos legados. Para o mercado imobiliário, imagino que seja a maior oportunidade de digitalização. E isso é irreversível e benéfico para todos, já que trará mais conhecimento das ferramentas virtuais para continuar a anunciar imóveis e alcançar os diferentes tipos de consumidores estejam eles onde estiverem, sem a barreira física. Com o fim dessa pandemia, teremos um importante avanço tecnológico para o setor.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.