fbpx

Opinião

Para não perder a locação, eu mesmo fiz a mudança dos móveis do cliente

Fernando Gross
Escrito por Fernando Gross em 24 de junho de 2020
Para não perder a locação, eu mesmo fiz a mudança dos móveis do cliente
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

Há 10 anos, trabalhava como vendedor externo em uma empresa de equipamentos de segurança e, para reforçar o orçamento, fazia trabalho extra em um clube campestre da cidade. Foi em um final de semana em que estava na sede, limpando o chão do restaurante, que o diretor de uma imobiliária me convidou para trabalhar em sua empresa como atendente de locação. Foi assim que que conheci esse fantástico mercado que mudou a minha vida. Onde cada dia é um novo aprendizado. 

Dos 10 anos atuando no mercado imobiliário, há cinco deles estou na imobiliária Santa Maria, minha principal aliada para conseguir os números que tenho atingido durante os últimos anos. Para que o sucesso aconteça, contamos com profissionais capacitados, equipe unida, gestores que fazem o papel de facilitadores e, claro, uma empresa sólida. Acredito que a junção desses itens está fazendo a diferença para que os números cresçam mês a mês.

  O que me fez ser convidado pelo Imobi a contar minha história, entretanto, são os números que tenho apresentado junto à Santa Maria. Já cheguei a fazer 40 locações em um único mês, e sempre me perguntam qual a receita? Bom, receita ainda não tenho, mas posso afirmar que tem muito trabalho e muito foco envolvidos. Faço minha parte trabalhando 8 horas diárias dentro da empresa, além de estar sempre à disposição para atender meus clientes, de todas as maneiras que me for possível.

Há um tempo, por exemplo, tive uma situação que um cliente gostou de um apartamento em um edifício no qual haviam duas plantas: um deles possuía 1 dormitório e era mobiliado; já o outro possuía 2 dormitórios, sem mobília. O cliente se interessou no apartamento de 2 dormitórios, mas, o queria com a mobília do primeiro. Em uma rápida conversa fiz a proposta de colocar, então, a mobília do primeiro imóvel no apartamento vazio, proposta qual ele aceitou.

Liguei para o proprietário, expliquei a situação e perguntei se ele conseguiria fazer a mudança dos móveis, ao que ele disse que não. Explicou que não queria gastar e nem tinha pessoal para fazer o serviço. Perguntei, então, se caso conseguisse alguém que fizesse a mudança sem custos ele permitiria fechar a locação. Ele aceitou.

Voltei com o cliente para a imobiliária, recolhi a documentação, fechamos a locação e o liberei, pedindo que ficasse tranquilo, pois o apartamento escolhido teria a mobília. De alguma forma, ele teria o apartamento como escolheu.

Então, chegou o momento de pensar de que forma eu faria a mudança dos móveis. Convidei meu colega da angariação para me ajudar no horário do almoço. Ele de pronto concordou – ele também é uma pessoa que topa tudo o que for preciso para fechar uma locação. Pegamos nossas marmitas, fomos até o apartamento, e transferimos toda a mudança de um apartamento para o outro, entre uma garfada e outra. Retornamos para a imobiliária felizes, com mais um cliente satisfeito.

 O intuito deste relato é mostrar que eu poderia ter parado na primeira negativa que recebi e ter que recomeçar toda a procura de imóvel, desgastando mais do meu tempo e do cliente, correndo o risco dele esquecer todo o trabalho bem feito pelo pré-venda, refazendo as visitas ou, pior, ir para um concorrente.

Foi nessa hora e meia que “perdi” do meu almoço, que ganhei um cliente satisfeito, finalizei um processo a menos e me rendeu a liberdade para poder seguir para o próximo atendimento.

Este relato serve para ilustrar que, no universo da locação, tudo é possível.

O atendente tem que querer, arregaçar as mangas e fazer. De nada adianta termos uma grande equipe, uma imobiliária qualificada e imponente se não houver comprometimento de todos.

Como funciona nosso processo de locação na Santa Maria

Nosso pré-venda recebe o lead, processa e encaminha para os atendentes, que ficam responsáveis por dar andamento ao atendimento e, por fim, fazerem o fechamento da negociação. Porém, em meio a esse processo, podem surgir alguns desafios, seja em questões burocráticas ou de processos, e é necessário estarmos preparados. Para isso, temos o nosso gerente comercial que está sempre disponível para nos dar suporte, nos deixando livres para que possamos seguir focados no atendimento e em sanar as necessidades dos clientes. Após essa etapa, o processo entra em fase de fechamento, que é feito pelo setor de contratos e o de vistoria.

Fernando Gross

Atendente de locação na Santa Maria Imóveis, com a marca de 25 a 33 locações mensais, ou seja, cerca de 1 contrato fechado por dia.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.