fbpx

Construtoras

Plantão digital: como incorporadoras mantêm as vendas durante o isolamento social

Ana Clara Tonocchi
Escrito por Ana Clara Tonocchi em 24 de junho de 2020
Plantão digital: como incorporadoras mantêm as vendas durante o isolamento social
Toda semana, no seu e-mail.

Assine gratuitamente a principal newsletter do mercado imobiliário brasileiro.

No Brasil, as orientações sobre abertura de comércio e plantões de venda variam de cidade para cidade, inclusive com divergências dentro de um mesmo Estado – há prefeitos com orientações diferentes de governadores, por exemplo. Apesar disso, dado o panorama da pandemia no país, incorporadoras estão apostando nas vendas e nos lançamentos digitais. Em São Paulo, por exemplo, um levantamento da Brasil Brokers apontou que somente 60% dos estandes voltaram a funcionar após a autorização da prefeitura. 

A Vitacon readaptou alguns estandes para reabertura dos espaços, mas continua investindo em vendas digitais. Em março, foi uma das primeiras incorporadoras a lançar um empreendimento digital. “Na Vitacon, sempre usamos ferramentas digitais: atendimento online, tour virtual e assinatura de contrato. No último ano, por exemplo, mais de 70% das nossas vendas vieram das campanhas e ações online, no nosso site e redes sociais. Sabendo disso, foi natural focar em atender de forma 100% digital. Seguimos com a data prevista e lançamos o On Paulista no dia 20 de março”, conta Alexandre Frankel, CEO da incorporadora.

Para funcionar, a Vitacon apostou em uma equipe de plantão remota. “Em março, nossa equipe entrou em home office e colocamos nossos consultores de vendas à disposição para atendimento com ferramentas digitais. Também durante o período que os estandes de venda estiveram fechados, montamos um comitê que passou estes últimos meses estudando, readaptando os espaços e se preparando para a reabertura”, explica a gerente de marketing da empresa, Stephanie Dornelles.

Já a EZTEC fez seu primeiro lançamento digital em junho. “Aprendemos muito desde a chegada da Covid-19 no Brasil. Começamos a realizar lives para conectar os clientes aos nossos empreendimentos e tivemos uma boa aderência. Seguimos evoluindo através de um canal de comunicação capaz de transferir a experiência que o cliente tinha em um plantão de vendas. Percebemos que o cliente estava disposto a receber as informações e ter uma experiência 100% digital. Após diversas lives com sucesso e mais de 200 unidades de nossa carteira vendidas pelo digital, resolvemos que era o momento de fazer um novo lançamento, totalmente online”, conta Alexandre Tagawa, publicitário da EZTEC.

Já a startup InstaCasa, que trabalha com projetos arquitetônicos para loteamentos, ainda não teve um lançamento em 2020, mas atualizou suas soluções para atender os projetos pré-existentes. “Antes, o uso da plataforma da InstaCasa tinha como foco os corretores. Eles tinham acesso aos projetos e podiam demonstrar e prospectar clientes que se interessassem pelos loteamentos da sua carteira. Agora, desenvolvemos uma versão nova do aplicativo no qual o cliente final tem acesso ao que chamamos de ‘degustação’. Ou seja, acesso a alguns projetos para poder ver em casa, com a família. Além de novos projetos com uso de realidade aumentada e tours virtuais”, aponta o CEO da proptech, Mauricio Carrer.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.